EXPOSIÇÕES ANTERIORES

5 AGOST | CAP – Ciclo de Ações Perfórmaticas

CAP- Ciclo de Ações Performáticas | 5 de Agosto |

08h- Mathias Reis | Ação: O calor é a terra em movimento
Local: 44,5km itinerantes

Hellen Audrey |Ação : Por um Fio
Ação continua por todos os espaços

11h-14h (Casarão Parque Jambeiro)
-Rosana Torralba | Ação: Todo sentindo de Vida
-Luciana Pontes | Ação: Janelas
-Adriana Conceição | Ação: Trajeto
-Letícia Carraro | Ação: Saída de Emergência/ Corpo de Carga

14h30- 16:30- TORTA
-Paula Monterrey | Ação: 29 predadores, vos beijo
-Camillat | Ação: As paredes não param

17h-18h : Pedreira Jardim Garcia
-DEVAS | Ação: Ação # 1 ( Nascimento )
-Mateus Stelini | Ação: “Brincadeira! O duplo sentido da palavra jogar”
-BA | Ação: Pontos de ativa AÇÃO

19hrs: ATAL
-Coralina de Sordi | Ação: o ciclo
-Lucas Vega | Ação: cinetose
-Cristiano Cerejo | Acão: Bicho de dois braços e duas pernas

12 JUL | MOSAICO por Francisco Huguet

M O S A I C O
Instalación sonora,
12 canales de audio, 24 parlantes
INAUGURACIÓN 12 de julio 7:00PM

Francisco Huguet

El término mosaico se utiliza generalmente para designar composiciones visuales formadas por piezas o elementos relativamente pequeños. En un mosaico, la imagen resultante aparece como un todo fragmentado.

¿Sería posible trasladar esta idea a los sonidos?

¿Cómo sería un mosaico sonoro?

22 JUN a 19 JUL | Caderno de impressões por Eni Ilis e João Bosco

A mostra CADERNO DE IMPRESSÕES de João Bosco e Eni Ilis reúne trabalhos no AT|AL 609- lugar de investigações artísticas.
Com abertura em 22 de junho, os artistas apresentam desenhos inéditos. Eni Ilis, com sua série Geografias Internas,
em folhas de caderno de desenho; e João Bosco com Impressões Mimeografadas.
No dia 23 de Junho, sábado, haverá um workshop de ” livro de artista e mimeógrafo”.

João Bosco é artista autodidata. Seu trabalho tem como base a incorporação de diversos materiais num permanente resgate da memória afetiva. Artista plástico,arte educador, tendo no currículo diversas exposições e premiações, por quinze anos, fez parte do Espaço 8 ateliê, Serviço de Dr. Candido Ferreira,Sousas-
Campinas/SP Ilustrador da Folha de SP no período de 2007/2014 .Começou Ministrando Oficinas em Artes Visuais no Projeto Recreio da Prefeitura de Campinas, Assaoc ,Oficinas Hilda Hister ,Sesc e Oficina da Emcea na Estação Cultura e desenvolve
Curadorias na Livraria Pontes e Estação Cultura de Campinas. Integra o catálogo digital Gravura Brasileira – acervo Olho Latino 2014.

Eni Ilis é artista autodidata que tem na caneta canal privilegiado de expressão. Licenciada em Filosofia PUC-Campinas, desenvolve a sua produção com a esferográfica nas séries GEOGRAFIAS INTERNAS e OVO. Participa do movimento de Arte Postal desde 2009. Tem produção escrita na revista Olho Latino (n os 17 e 23) e
textos com suas impressões das exposições realizadas na livraria Pontes desde 2013. Trabalhos selecionados para a ilustração do dossiê de literatura neolatina da revista
digital Philos, n1, ano 3.

Abertura | 22.06 | 19h
Workshop “livro de artista e mimeógrafo” | 10h
visitação até 19 de julho- quarta.quinta.sexta das 15h as 19h e outros

Imagens

fotografias Camillat

 

 

23 MAI a 15 JUN | Jardim por Xilomóvel

A exposição “Jardim” reúne o trabalho das artistas Flávia Fábio, Lígia Minami, Luciana Bertarelli e Simone Peixoto apresentando um recorte das investigações artísticas de cada uma a partir da temática do jardim, suas representações e significados através de diferentes abordagens técnicas e poéticas.
Os trabalhos não tratam da questão da representação da paisagem enquanto tradição, mas sim da utilização de fragmentos e recortes dessa paisagem para a construção de universos pessoais, auto-referentes e íntimos. As artistas utilizam os elementos orgânicos do jardim, muitas vezes coletados e colecionados, como metáforas ou referências para as mais diversas questões, que vão desde a efemeridade da matéria e do corpo, até as relações de memória familiar.
Utilizando técnicas que permitem a criação de imagens múltiplas, como a gravura e a fotografia, as artistas propõem a ocupação do AT I AL I 609 – Lugar de Investigações Artísticas, com trabalhos inéditos que foram desenvolvidos para a exposição, permitindo que as plantas de seus jardins poéticos se espalhem por todo o espaço, apresentando ao público uma possível ordenação entre as diferentes aproximações e leituras desse universo.

Abertura: 23 de maio as 19h
Visitação: até 15 de Junho – quarta à sexta das 15h as 19h

 

Imagens:

fotografias Camillat